As ferramentas analíticas existentes no mundo digital são um verdadeiro contributo para o entendimento, compreensão e exploração do conhecimento sobre processos e fluxos do comportamento os consumidores digitais e das diversas equipas especialidades das organizações, permitindo assim a gestão dinâmica destes ecossistemas. O Balanced Scorecard (BSC) possibilita aos decisores gerir os aspetos fulcrais do seu negócio, de acordo como os objetivos estratégicos definidos, sendo que a Data Envelopment Analysis (DEA) analisa a estrutura das unidades de decisão, procurando identificar as que apresentam as melhores práticas e que melhor contribuem para a obtenção dos objetivos estratégicos referenciados pelo BSC.

A integração da DEA como técnica não paramétrica na análise da eficiência de unidades de negócio digitais, sobre uma estrutura definida pelo BSC que assenta em quatro perspetivas equilibradas, podem permitir analisar de que forma estas unidades de negócio utilizam os meios e recursos disponíveis para satisfazer os objetivos estratégicos da organização, sob cada perspetiva do BSC e permitir desenvolver planos de ação que ajudam a garantir o alinhamento entre a estratégia, a tática e a operação.

A procura de trade-offs ou convergência entre as diversas perspetivas definidas pelo BSC tem como finalidade promover sinergias entre elas. Entendendo as melhores praticas de cada unidade de negócio e através de processos formativos pode-se transmitir diretrizes que promovam a melhoria da performance nas unidades de negócio que necessitem de melhorar a sua performance.

Mas o que é a DEA? A DEA é uma técnica não paramétrica desenvolvida por Charnes, Cooper e Rhodes em 1978, cujo objetivo do seu desenvolvimento foi a avaliação comparativa de unidades decisoras. Esta técnica baseia-se nos níveis de inputs (recursos) e outputs para (produtos/serviços) para produzir um índice de eficiência. Índice este que é obtido através da soma ponderada dos inputs e outputs, que representam os indicadores dos modelos. Este somatório ponderado dá origem a um input e a um output virtual que sintetizam as características de cada fator de eficiência de cada unidade decisora, refletindo a sua estrutura em relação às demais.

Por sua vez o BSC é um modelo eminentemente vocacionado para a avaliação da performance organizacional, tendo sido apresentado por Kaplan e Norton em 1992, pretendendo que o seu modelo se distingue dos restantes em virtude de sintetizar e organizar os indicadores em quatro perspetivas e que estes não se cingissem apenas a indicadores financeiros. Assim, possibilita uma avaliação multidimensional de performance, que permite identificar e enumerar os objetivos estratégicos, sendo tido como ferramenta fundamental para que a gestão possa identificar de forma continuada oportunidades de melhoria. Em cada perspetiva, são considerados indicadores diferentes, motivo que leva a analisar contextos diferentes, em função da especificidade de cada perspetiva. Resumidamente o BSC procura sintetizar num documento único uma realidade complexa, servindo aos gestores como carta de navegação, orientação e decisão.

A utilização desta integração em modelos de negócio digitais disponibiliza a obtenção da eficiência técnica parcial de forma estruturada, o que permite que os resultados sejam analisados de forma mais pormenorizada, potenciando a identificação de áreas problemáticas dentro da estrutura da organização ou dos modelos de negócio. A informação desagregada e estruturada possibilita de forma rápida, precisa e objetiva a identificação de situações que estejam a dificultar o alinhamento da estratégia com os objetivos e metas definidas, permitindo estabelecer medidas corretivas numa perspetiva formativa e preventiva. Este procedimento através da utilização destas ferramentas pode produzir resultados úteis para melhorar as estratégias de marketing, vendas, canais de distribuição, publico alvo e necessidade de formação na equipa, entre outras, promovendo vantagens competitivas únicas.

Leave a Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Contact Us